Siga-nos no Instagram: @fluindomoda

sexta-feira, 27 de abril de 2018

Fluindo Moda: Resumo do que foi apresentado no São Paulo Fashion Week N45

Eaê belezudos!

Teve semana de moda nacional? Teve, e a gente fala sobre isso! 

Aconteceu mais uma edição da semana de moda nacional, o São Paulo Fashion, entre os dias 21 e 26 de abril. Nesta edição intitulada N45 teve como tema "POW! EXPLOSÃO CRIATIVA". Afinal, o que é o Brasil se não uma grande energia criativa, com sua diversidade e multiculturalidade?! A exposição teve como base o multiartista Conrado Segreto, um ícone da moda brasileira que teve uma explosiva carreira entre os anos 80 e 90, buscando a liberdade de expressão como parte vital de seu trabalho.

Ilustração de Conrado Segreto

Coleções autenticas e diversificadas foram apresentadas nas passarelas com todas as suas peculiaridades, mas com uma coisa muito em comum, o pensamento eco-friendly. Pensar no futuro da moda como maneira consciente de vestir foi a pauta das coleções inverno 18 e verão 19. 

Vamos aos desfiles?!

Água de Coco por Liana Thomaz

O desfile mostrou como o beachwear pode ser elegante e transitar da praia para os centros urbanos. Com muito babado ao mesmo tempo que trazia uma versão clean da Carmen Miranda à memória. O verde e amarelo deu o tom da coleção, tendo o verde musgo e o mostarda como mistura perfeita. No pensamento de internacionalizar a marca, "Zé Carioca" um personagem da Disney "Brasileiro" estampou parte da coleção. Também trouxeram Anitta para abrir e fechar o desfile cantando "Isto aqui, o que É?" de Ary Barroso, um clássico do nosso repertório nacional. Já não bastava tudo isso a marca resolveu inovar ao trazer no casting de modelos, mulheres curvilíneas, gravida e senhoras.

Fotos: Zé Takahashi / Ag. FOTOSITE


Projeto Ponto Firme 

Pensar no próximo também é uma maneira de melhorar o mundo?! O projeto Ponto Firme mostra que sim e a moda pode ser o caminho. Iniciativa idealizada por Gustavo Silvestre dá oportunidade aos detentos da penitenciária masculina Desembargador Adriano Marrey, em Guarulhos à aprender a arte do crochê transformando isso em moda. Em desfile armado dentro da SPFW o projeto mostrou uma coleção composta por 45 looks, tendo como tema o cotidiano dos detentos desde inspiração na silhueta de seus uniformes até o sonho de liberdade. O resultado final é o encantamento e o desejo do que se vê na passarela (no meu caso são as jaquetas com aplicação de amigurumis).


Fotos: Zé Takahashi / Ag. FOTOSITE

Osklen

Inovação é palavra de ordem enraizada no trabalho de Oskar Metsavaht para a Osklen. Na sua coleção de Inverno 18 trouxe nômades em passeio de inverno na praia. O minimalismo caracteristico das suas coleções teve uma evolução através de sobreposições, oversized e texturas, equilibrando o cool e o elegante. Já não bastasse isto a coleção intitulada ASAP (As Sustainable as Possible) é um manifesto que visa a adoção de práticas sustentáveis na indústria da moda, sendo cada vez mais presente na Osklen. Para mostrar que isso é possível Oskar usa na coleção 15 materiais diferentes de processos ou origens sustentáveis como o algodão orgânico, couro de pirarucu e solados recicláveis. Muito sobrea a coleção teve como base preto, branco, verde musgo, marrom, bege e alguns nuances de vermelho, laranja, pink e azulzinho.

Fotos: Zé Takahashi / Ag. FOTOSITE


João Pimenta 

O queridinho do Bru! Meu estilista predileto e de muitos outros, certamente. A cada SPFW surpreende seus "pimenta lovers" e nesta edição N45 não foi diferente. Sempre atrelado a moda sem gênero, desta vez resolveu fazer diferente e apresentou coleção masculina e feminina separadas. Na coleção masculina o streetwear estava muito presente, tecidos esportivos em acabamento e modelagem de alfaiataria e o inverso também (bastante característico). Em parceria com o stylist Thiago Ferraz ele trouxe a passarela o que chama de "o menino urbano na praia". Ele conseguiu transformar a alfaiataria formal em cool num estalar de dedos. Nas camisas zíperes deram lugares a botões, nas jaquetas foram acrescentadas lapelas e nos paletós ribanas. Na cartela de cores um arco-íris, roxo, azul, vermelho, laranja e amarelo mostarda. Para  a calmaria tons terrosos e bege servem como base.

Fotos: Zé Takahashi / Ag. FOTOSITE


Amir Slama

Amir Slama é mais um beachwear de luxo que merece atenção. A brand também entrou na onda de transitar da praia aos centros urbanos. O Palácio Imperial foi a referência para a coleção. Fazendo alusão à arquitetura do edifício ele não deixa de lado sua tropicalidade e ousadia. O preto esteve bastante presente, mas também deu espaço para o coral e tons diversos de verde. Modelagens com recortes, conjuntos de saída de praia, sunga com pochete e sapato com sunga. Da praia às festas mais badaladas, essa é a  intenção de Slama!

Fotos: Zé Takahashi / Ag. FOTOSITE


Beira

Recém chegada à line-up da SPFW já conquistou uma multidão com sua modelagem minimalista criada na base da funcionalidade e inovação. A marca explora padronagens e desenha uma linha flexível entre o masculino e feminino. A intenção principal da marca "é tornar o avesso tão interessante quanto o verso a cada criação". Ela chega de all white, passa pelo bege, tons terrosos e chega nos tons de laranja e avermelhados. O cool da elegância descomplicada.

Fotos: Zé Takahashi / Ag. FOTOSITE


Cotton Project

Já pensou em se livrar  das obrigações e começar uma vida nova? É esse o questionamento que Rafael Varandas faz com sua coleção campestre cool para o SPFW N45. A busca pelo equilíbrio do "EU" interior transita entre a vida urbana e a natureza. Um clima bucólico e um mood nômade se juntam e trazem  couro e pele de carneiro em material sintético junto à muito xadrez. Tons terrosos se juntam ao azul, branco, verde musgo e mostarda. Cotelê com moletom e bota branca de salto tratorado com leopardo.

Fotos: Zé Takahashi / Ag. FOTOSITE


Glória Coelho

Por muito tempo dedicada a peças exclusivas para o público feminino, este ano resolveu incorporar o genderless (peças sem gênero). Peças com shape minimalista e extremamente elegantes, mesmo juntando o sportwear e a silhueta oversized. Colete vazado, paletós de smoking desconstruídos e sobreposições trazendo um nômade chic a passarela. A pele a mostra trouxe a sensualidade. Muito preto e branco com nuances de laranja, verde, azul e vermelho.

Fotos: Zé Takahashi / Ag. FOTOSITE


Amapô

Sempre psicodélica, mais uma vez incorpora os anos 80 na coleção com muita cor e ousadia. A inspiração foram as obras do coletivo Assume Vivid Stro Focus (AVAF) para criar o seu verão 2019. A estética Clubber foi totalmente incorporada.  Imaginem misturar jaquetas esportivas com detalhes vitorianos românticos e tênis de skate com glitter, essa é a Amapô. Toda a coleção foi criada a partir de peças de brechó, sendo desmanchadas e reconstruidas. 

Fotos: Zé Takahashi / Ag. FOTOSITE


Ratier

Falou em vida noturna a Ratier incorpora muito bem. O preto é sempre o ponto alto das coleções, tendo desta vez detalhes e recortes esportivos iluminados por néon. A bota cowboy ganhou voz mais uma vez. Macacões e conjuntos deram o tom 90's à coleção.

Fotos: Zé Takahashi / Ag. FOTOSITE
Handred

Mais uma novíssima da line-up do SPFW N45. A marca já ganha admiradores logo na chegada. Muito veludo molhado, túnicas, peças bicolor, bordados da arquitetura marroquina e linho integram a lista de desejos da marca. Os looks vão de all white, passando pelo azul royal, mostarda, verde musgo, terrosos, laranja, amarelo e vermelho. Uma alfaiataria clean e sofisticada com uma pitada de pimenta traduzem muito bem seu estilo.

Fotos: Zé Takahashi / Ag. FOTOSITE 

PARA VER OS DESFILES COMPLETOS:

Água de Coco - Verão 19 
Projeto Ponto Firme
Osklen
João Pimenta 
Amir Slama 
Beira 
Cotton Project 
Glória Coelho
Amapô 
Ratier
Handred


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar, você entende de moda!!

Google+ Badge