Siga-nos no Instagram: @fluindomoda

quarta-feira, 7 de junho de 2017

Compartilhando Ideias: Andre Lasmar e sua joalheria com propósito



Se tem uma coisa que pode salvar, na maioria das vezes, um look isso se chama “um bom acessório”. E quando se tratamos de anéis, braceletes e colares não tem como não lembrar de Andre Lasmar, a joalheria que tem características inconfundíveis de estilo e personalidade, adorada por nomes de peso quando tratamos de moda masculina. Ainda não conhece a Andre Lasmar, então cola em mim que eu vou fomentar conteúdo! 


Andre Lasmar (joalheiro e criador da marca joalheira homônima) se diz de idade indefinida “entre muito e muito pouco”. Andre nasceu em Natal, sendo de família potiguar por parte da mãe e mineira por parte do pai, de descendência é libanês e catalão, tem formação em artes onde mais tarde surgiu a vontade de cursar joalheria e seu primeiro curso foi em São Paulo, depois foi para Colonia (Alemanha) e Escola Massana em Barcelona.  

Andre Lasmar - joalheiro e criador da marca que leva seu nome

E não se engane, a A.L. não é só mais uma joalheria, é joalheria com propósito, como explica o próprio Andre: “a joalheria só me interessa se puder comunicar alguma coisa as pessoas ou a um grupo delas, algo que vá além do: sou rico, ou do: veja quanto posso, algo que contribua para que o outro seja entendido”. Ele também afirma que não existe a joalheria A.L. e sim ele próprio em cada criação, que exige de sua pesquisa de matérias, formas e volumes. 

Anel Prego
Anel Prego Andre Lasmar
Crucifixo de Prata
Crucifixo de Prata Andre Lasmar
Bracelete de Couro
Bracelete de Couro Andre Lasmar

Bracelete de Prata "Pratas da Casa"
Bracelete de Prata "Pratas da Casa"
A matéria-prima utilizada quando se tratamos de metais, são basicamente os mesmos da alta joalheria ou joalheria tradicional, mas A.L. tem em sua essência a experimentação e misturas de outros materiais que afloram a criação do próprio Andre, como concreto, acrílico, madeira, aço inox, papelão (uau), couro e outros. Ainda assim se você não entendeu de onde vem todo esse valor agregado, olha o que ele responde: “o valor agregado em cada trabalho se dá ao fato de cada peça ser criada e executada por mim, num processo solitário na oficina, além de cada peça ser única”. Né pouca coisa não, né?! 

Veja no vídeo abaixo um pouco do processo executado pelo joalheiro a cada peça criada:

 

E para entendermos mais sobre a estética das peças, A.Lasmar diz que seu trabalho é basicamente formado por duas séries: Arqueologia Urbana (que é abrangente) e a JÓIAS NO ASFALTO,  e ele afirma “ não creio que outro acabamento ou tratamento ficaria coerente com essas ideias, se não o acabamento ou tratamento que dou a elas”. 


Quem usa Andre Lasmar?


Ícones de estilo masculino como Arlindo Grund, Chay Sued, Cauã Reymond, Wagner Moura, Juliano Cazarré, Mauricio Destri, são alguns dos menstyle’s que investem em uma única e exclusiva peça. E sim, isso enche de orgulho o Andre por ter seu trabalho conhecido e reconhecido, mas ele diz que sua sensação de mais entusiasmo é quando vê pessoas que ele desconhece usando seu trabalho e em sua analise se questiona internamente como aquela pessoa veio à conhecer a A.L. “(Quem é essa pessoa? Como ela vive? Que livros leu? Que lugares conhece? Temos amigos em comum? Que trabalho faz?).”

Chay Sued com anéis Andre Lasmar

Arlindo Grundo com braceletes e anéis Andre Lasmar

Nós vemos que a moda está cada dia mais buscando a essência das coisas, a representatividade e a autenticidade que muito se identifica com Andre Lasmar, que independe de modismo: “Eu faço Joia Autoral ou Joia Arte, não faço coleções nem joias dativas (dia dos pais, dos namorados, por exemplo), tenho um trabalho de pesquisa que se conecta com tudo o que eu já fiz, ou seja, tudo que faço hoje é consequência do que fiz antes [...]” e completa sobre seu minucioso trabalho e os caminhos que a moda vem tomando “eu tento apenas ser coerente com meus desejos e minhas pesquisas, não sei qual a cor da estação nem a tendência do mercado, estou fora dessa curva, apesar de conhecer a história e a importância da moda, e fico feliz em ver que ela tenta ser sustentável e está tentando se reinventar, convenhamos que ter moda para quatro estações, num mundo que está exaurindo suas reservas, é no mínimo esquisito.” 

Você pode saber mais sobre o trabalho de Andre Lasmar através do site da marca.

Não deixe de nos seguir na redes sociais @fluindomoda (Instagram) e /fluindomoda (Facebook).

Até a próxima! 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar, você entende de moda!!

Google+ Badge