Siga-nos no Instagram: @fluindomoda

terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Meu look: Festa White and Gold, Núcleo D

No último sábado, 4, aconteceu um dos eventos mais importantes para os escritórios de arquitetura e engenharia em especial, o White and Gold Núcleo D, onde os profissionais da área tiveram seu reconhecimento e dedicação a serem realizados em 2016. O evento que acontece anualmente, na verdade, é tido como um Pré-Réveillon por realizar-se geralmente no fim do ano, porém como 2016 teve um desfecho bastante desagradável para todos os chapecoenses, a organização decidiu transferir a festa seguida de premiações para o inicio de 2017, o que foi bastante adequado.


Em mais uma edição do White and Gold teve o Clube Recreativo Chapecoense como palco e reuniu cerca de 400 pessoas entre profissionais da área, empresas associadas, convidados e imprensa. E como o objetivo do Núcleo D é gerar conhecimento e inovação através da inspiração, o evento foi cheio de apresentações culturais como o Coro Universitário Unochapecó, Orquestra de Câmara da Unochapecó e o grupo de dança Street Blast Escola de Artes de Chapecó. Para os poucos que apreciam e respeitam a arte e a cultura, foi um prato cheio. 

O grupo de dança Street Blast e o casal anfitrião da noite Patrick Moschetta e Debora Dellazzana Moschetta. Foto: Elizandro Giacomini

Orquestra de Câmara da Unochapecó. Foto: Elizandro Giacomini

Coro Universitário Unochapecó (qual eu também faço parte). Foto: Elizandro Giacomini





O evento também contou uma uma decoração impecável, o que não poderia ser de menos. Além de uma gastronomia de dar água na boca. A animação da festa ficou por conta da banda Silver Rocks.

Foto: Elizandro Giacomini

Foto: Elizandro Giacomini

Foto: Elizandro Giacomini

Foto: Elizandro Giacomini
Meu Look 

Antes que me perguntem sobre as cores escolhidas o convite especificava três cores que poderiam estar presente no dress code e eram elas: preto, branco e dourado. Assim poderiam ser usado uma das três, 2 ou todas juntas, como sou um entusiasta do preto e branco essa foi minha escolha. 


Ousado

Eu sempre digo que alfaiataria não precisa ser careta, ousar um pouco faz bem e traz mais jovialidade ao traje. Minha ousadia ficou nos detalhes, nos paetês da camisa, no poá do paletó e no strass da pulseira (a noite pedia um pouco mais de brilho) e isso já bastou para tecer-me de elogios - afinal, quem não gosta?! 



 Apesar de um pouco ousado o traje não deixou de seguir o dress code do traje esporte fino caracterizado por ser um intermediário entre o casual (esporte) com o passeio completo, o que permite menos regras e a gravata é dispensável para os homens, por exemplo. 

Espero que tenham gostado!  

Mais fotos e informações do evento podem ser vistas na página do Núcleo D
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar, você entende de moda!!

Google+ Badge