Siga-nos no Instagram: @fluindomoda

quinta-feira, 5 de maio de 2016

SPFW sob olhar de quem visita a primeira vez


 
Sim, vivenciar a semana da moda mais famosa do Brasil e do mundo é algo simplesmente incrível, você sente, respira e vê moda em todos os quatros cantos do Pavilhão da Fundação Bienal, local que recebe toda a estrutura desse belo evento.


SPFW é um evento exclusivo e para poucos, pude observar isso a todo o momento. Ao chegar na Bienal no Parque do Ibirapuera/SP, a presença de várias pessoas em frente a porta de acesso é grande, os olhares ficam o tempo todo para o enorme letreiro da SPFW e todos os flash são para eles, eu mesmo tive que fazer a minha foto.


Porém, essa enorme massa de pessoas, em sua maioria não possui acesso ao evento, eles estão em busca de uma alternativa para poder acessar a parte interna do prédio da Bienal, o que não é nada fácil, como disse é um evento exclusivo, e logo mais vocês vão entender o porquê.

-Eu estava como convidado da ABIT (Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção) e APEX-BRASIL (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos) e indicação da querida amiga Dra. Mari Cassol.


Ao entrar na Bienal de cara você já está na exposição “Mãos que valem ouro”, uma pequena exposição de belas peças artesanais, diga-se de passagem, de seletos artistas brasileiros, no hall de entrada da SPFW. 

Ao subir a passarela caracol e chegar ao andar principal do evento você realmente sente, estou na SPFW. Eis aí, mais um pouco da exclusividade, vários lounges são fechados, você apenas têm acesso com um convite, e lá dentro você é tratado como VIP, bebidas, comidas, atenção por parte dos recepcionistas e de outros convidados que dividem o mesmo espaço, alguns nesse formato que eu lembro são, GNT, Revista VOUGUE, ABIT e APEX-BRASIL (no qual eu estava), entre outros. Claro, nem tudo é “fechado”, algumas marcas tinham seus lounges abertos e com ações de marketing bem interessantes, uma delas era a Coca-Cola, você tirava sua foto com algum elemento da marca e postava em seu Instagram com a #EspecialDoDia, automaticamente sua foto era captada por um software e ficava a disposição no stand da marca, você ganhava sua foto imprensa, uma garrafa de alumínio edição especial SPFW N41, além de apreciar a bebida gelada dentro do espaço da marca.



Outras marcas também tinham essa interação com os visitantes, a Natura, TNT Energy Drink, Riachuelo, Schweppes, Mercedes Bens, entre outras, porém essas foram as que mais me chamaram a atenção. A todo o momento algo te chama a atenção dentro da Bienal, sejam os lounges ou as pessoas que por lá estavam. Sim, é um desfile dentro e fora das passarelas, muita gente bonita e estilos bastantes diversificados. Nos intervalos de desfiles é uma loucura de modelos que andam com espécies de hobby, com a marca do estilista que irá desfilar, além é claro do estilo dos convidados.
 
A moda nos corredores:
 
O pretinho básico nunca sai de moda, o número de pessoas que apostaram no preto como forma de não errar no look foi grande, diria que quase metade das pessoas que estavam lá, tinham suas roupas se não completamente, uns 70% eram peças pretas (eu apostei no preto também, diria 50%). Mas tem aqueles que foram para causar, e causaram, apostaram em acessórios, roupas ultra coloridas, várias sobreposições de peças, bolsas, chapéus, um sapato de verniz. Um acessório fora do comum me chamou atenção foi o Furry Charms, espécie de bichinho de pelúcia pendurada no cinto ou na bolsa, achei fofo, mas claro tudo era uma composição muito bem pensada que ornava com o todo, e, a pessoas sustentavam o look que usavam.

Pessoas é o que move a SPFW e elas estão por todos os lados, o tempo todo, buscando a melhor pose para uma selfie ou posando para vários fotógrafos, a regra é quanto mais fotos melhor. 


Os desfiles são uma maratona a parte, é dentro de um retângulo preto criado no meio da Bienal que tudo acontece, é pra lá que todos querem ir, é o objetivo de desejo de todos que alí estão, mas como já disse, a exclusividade reina novamente. A fila para dar acesso aos desfiles é imensa, e o processo é um tanto quando demorado, pois a checagem do seu convite é minuciosa. Você entra, senta, assiste ao desfile que demora em média uns 15 minutos e já está na hora de deixar o espaço para os preparativos do próximo desfile, para os mais VIP’s e famosos, o destino é o backstage, para o outros é aguardar o próximo desfile, isso se você tiver o convite.

Estar no maior evento de moda do Brasil é sim incrível, é uma experiência única, ver em primeira mão as tendências para a próxima estação, conhecer pessoas que vivem de moda, fazer contatos, viver essa atmosfera da moda que nos permeia e nos guia em tudo, seja em roupas, design, gastronomia, cores, entre outros.


SPFW N41, eu fui, amei e quero mais!

Siga-nos no IG @fluindomoda.  

Texto e fotos: João Paulo Santos.  

Contatos: 
IG: @joaoojppub 
FB:AHAZÔ

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar, você entende de moda!!

Google+ Badge